SERVIÇO SOCIAL, MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS E O ADOLESCENTE INFRATOR NO LIBERDADE ASSISTIDA

Cristiano Costa Carvalho

Resumo


RESUMO:

A temática dos adolescentes em conflito com a Lei é uma questão que merece uma atenção especial, pois é significativa ao longo da trajetória pela conquista da mudança de paradigma na legislação em relação ao enfrentamento desta expressão da questão social, e porque mesmo diante desta mudança, as medidas em meio aberto são as que têm sido menos aplicadas. Deste modo, esta pesquisa permitiu conhecer e problematizar a atuação do profissional de Serviço Social dentro da política de atendimento aos adolescentes em conflito com a Lei e em destaque a medida socioeducativa no programa de Liberdade Assistida, devido a sua característica educativa que preserva o convívio social, familiar e comunitária.  O processo de preparação desta pesquisa consistiu em entrevistas semi-estruturadas, estudos bibliográficos, documentais, e acervos digitais. Foi analisado o potencial da atuação profissional em consonância com as diretrizes previstas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei que garante aos mesmos um atendimento especial, e reconhece que são sujeitos em processo de formação.

PALAVRAS-CHAVE: adolescentes, ato infracional, medidas socioeducativas

ABSTRACT:

The topic of minors in conflict with the Law is an issue that deserves special attention due to its representativeness in the course of attaining a paradigm shift in the legislation related to this social matter, and because even before this change takes place, it is the open regime measures that have been less applied. This research has therefore helped identify and discuss the role of the Social Worker in the assistance policy for juveniles in conflict with the Law, highlighting the socio-educational measure of the probation program “Liberdade Assistida”, which, due to its educational nature, preserves the social, family and community life. The process of preparing this research consisted of semi-structured interviews, bibliographical and documentary studies, and digital archives. The potential for professional intervention on the part of the Social Worker was analyzed in accordance with the Children and Adolescents Statute guidelines, the law that guarantees special assistance to minors, and that recognizes that such individuals are subjects undergoing growth and maturing processes.

KEYWORDS: juveniles, infraction, socio-educational measures

Recebido: 10/12/2012    Aceito: 05/04/2013


Palavras-chave


adolescentes; ato infracional; medidas socioeducativas;

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA

ASSISTENTE SOCIAL de medidas socioeducativas. Política social e o serviço social: o processo de emancipação do adolescente em conflito com a Lei. Belo Horizonte. 2012. Entrevista concedida ao Grupo Liberdade Assistida. 10 nov. 2012.

BELO HORIZONTE. CIA/BH - Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional. Vara Infracional da Infância e da Juventude Setor de Pesquisa Infracional. Relatório estatístico 2009/2011. Belo Horizonte, 2011.

BRASIL. Lei no 6.697, de 10 de outubro de 1979. Institui o Código de Menores. Brasília: Ministério da Justiça, 1979. Disponível em:

. Acesso em: 29 set. 2012.

BRASIL, Constituição da República Federativa do, 1988. – Brasília: Senado Federal. Subsecretaria de Edições Técnicas, 2002.

BRASIL, Lei no 8.069, de 13 de Julho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília. DF, 1990.

BRASIL, Lei no 8.742, de 07 de dezembro de 1993. Lei Orgânica da Assistência Social Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília. DF, 1993.

BRASIL, Lei no 12.594, de 18 de Janeiro de 2012: Institui o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE), regulamenta a execução das medidas socioeducativas destinadas a adolescente que pratique ato infracional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília. DF, 2012.

BRASIL, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social. Resolução CNAS no 145 de 15 de outubro de 2004. Política Nacional de Assistência Social – PNAS/2004. Brasília, 2005.

BRASIL Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social. Disponível em:

. Acesso em: 14 nov. 2012.

BRASIL Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social. Disponível em:

. Acesso em: 21 nov. 2012

FERREIRA, Dias de Souza. Liberdade assistida no estatuto da criança e do adolescente: aspectos da luta pela implementação de direitos fundamentais. São Paulo: FAPESP; EDUC, 2010.

FROTA, Maria Guiomar da Cunha. A cidadania da infância e da adolescência: da situação irregular á proteção integral. In. CARVA-

LHO, Alysson et al. Politicas Públicas. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2002.

e-hum Revista Científica das áreas de História, Letras, Educação e Serviço Social do Centro Universitário de Belo Horizonte, vol. 6, n.o 1, Janeiro/Julho de 2013 - www.http://revistas.unibh.br/index.php/dchla/index 79

IAMAMOTO, Marilda Vilela. Serviço social em tempo de capital fetiche. São Paulo: Cortez, 2008.

ORTIZ, Fátima Grave. Serviço Social e Ética: a constituição de uma imagem social renovada. Ética e Direitos: ensaios críticos, Rio

de Janeiro: Lúmen Júris, 2o ed., 2010. 123-137.

PESQUISADORA de medidas socioeducativas. Política social como efetivação de direito: a integralidade no atendimento ao ado-

lescente no programa liberdade assistida. Belo Horizonte. 2012. Entrevista concedida ao Grupo Liberdade Assistida. 21 abr. 2012.

PRO-MENINO. Liberdade Assistida. Disponivel em:

doId/babda755-3f90-4ab7-9d73-d23c496d2786/ Default.aspx> Último acesso em 17 out. 2012.

RIBEIRO, Carla et al. Medidas sócio educativas em meio aberto: a experiência de Belo Horizonte-Belo Horizonte: Santa Clara, 2010.

SALVADOR, Evilasio. Cenários da crise do capitalismo e as alternativas econômicas e políticas. Fundo público e politicas sociais na crise do capitalismo. Seminário anual de Serviço Social. Editora Cortez, São Paulo, 2010.

SARAIVA, João Batista da Costa. Adolescente e ato infracional – Garantias processuais e medidas socioeducativas. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1999.

SINASE, Sistema Nacional De Atendimento Socioeducativo. Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Brasília-DF: CONANDA, 2006.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

YAZBECK, Maria Carmelita. O Serviço Social como especialização do trabalho coletivo. Capacitação em serviço social e politica social: Modulo 2: Crises Contemporânea, Questão Social e Serviço Social. Brasília: CEAD, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.11248/ehum.v6i1.917

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Cristiano Costa Carvalho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

NOVO QUALIS CAPES B2