Mudanças e Continuidades na Pólitca Externa Brasileira no Governo Dilma: Uma Análise da Relação Bilateral.

Michelle Ferreira de Andrade

Resumo


Changes and Contnues in Brazilin Foreign Policy in the Dilma Government: And An analysis  of the  Brazil-Argentina Relationship Bilateral.


Resumo: Este estudo busca analisar a condução da política externa para a relação bilateral com a Argentina durante o governo Dilma (2011-2016), tendo como ponto de partida o governo Lula (2003-2010), com a finalidade de identificar fatores que causaram mudanças nessa ação política.  Para isso foi usado o modelo de análise de política externa desenvolvido por Charles F. Hermann como base para identificar as fontes e os graus das mudanças. Utiliza-se também um levantamento bibliográfico e documental para fundamentar a discussão acerca do tema. A análise evidencia uma menor intensidade na política externa do governo Dilma, as mudanças foram causadas por uma soma de choques internos e externos que impactaram e influenciaram diretamente as decisões de políticas externas.
Palavras-chaves: Política externa, Brasil, Argentina, Lula, Dilma, Relação Bilateral.

Abstract: This study aims to analyze the conduct of foreign policy for the bilateral relationship with Argentina during the Dilma government (2011-2016), based on Lula government (2003-2010), with the purpose of identifying factors that caused changes in this political action. For this, the model of foreign policy analysis developed by Charles F. Hermann was used as the basis for identifying the sources and degrees of change. A bibliographical and documentary survey is also used to support the discussion about the topic. The analysis shows a lower intensity in the Dilma government’s foreign policy, the changes were caused by a set of internal and external shocks that directly impacted and influenced the decisions of foreign policy.
Keywords: Foreign Policy, Brazil, Argentina, Lula, Dilma, Bilateral Relationship.

Recebido em: 05/12/2019  – Aceito em 31/12/2019


Palavras-chave


Política Externa; Relação Bilateral; Argentina-Brasil; Unasul

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

ABC, Agência Brasileira de Cooperação. Argentina. Disponível em: . Acesso em 18 jan. 2018

ALMEIDA, Paulo Roberto de. Uma política externa engajada: a diplomacia do governo Lula. Rev. bras. polít. int. vol.47 no.1 Brasília Jan./June 2004. Disponível em: .

Acesso em 14 out. 2017

ALONS, Gerry C. Predicting a State’s Foreign Policy: State Preferences between Domestic and International Constraints. Foreign Policy Analysis (2007) 3, 211–232

AMORIM, Celso. Discurso do ministro do embaixador Celso Amorim, por ocasião da transmissão do cargo de Ministro de Estado das Relações Exteriores, em Brasília. In: AMORIM, C.; Guimarães, S. P.; LULA DA SILVA, L. I. A política externa do Brasil. Brasília: IPRI/Funag, 2003, p. 47-59

AMORIM, Celso. Política externa brasileira sob o presidente Lula (2003-2010): uma visão geral. Rev. bras. polít. int. vol.53 no.spe Brasília Dez. 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292010000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en>. Acesso em 14 out. 2017

APEX BRASIL. Análise Apex Brasil Conjuntura e Estratégia. Julho 2011. As exportações brasileiras e os ciclos de commodities: tendências recentes e perspectivas. Disponível em: . Acesso em 06 mai. 2018

BARBOSA, Rubens. Parceria Estratégica Global com a China. Disponível em: . Acesso em 12 nov. 2017

BARROS, Pedro Silva. Banco do Sul: novos desafios para a integração financeira regional. Disponível em: . Acesso em 14 out. 2017

BERRINGER, Tatiana. Bloco no poder e as análises de política externa. Revista de Estudos Internacionais (REI), ISSN 2236-4811, Vol. 6 (1), 2015. Disponível em: < http://www.revistadeestudosinternacionais.com/uepb/index.php/rei/article/viewFile/171/pdf>. Acesso em 08 abr. 2018

BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião da visita de trabalho do Presidente da Argentina, Eduardo Duhalde, em Brasília, em 14 de janeiro de 2003. Resenhas de Pol. Ext. Brasil, a. 30, n. 92 jan-jun 2003, p. 33-34. Disponível em: . Acesso em 24 set. 2017

BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião de encontro com o Presidente Néstor Kirchner, em Buenos Aires, em 16 de outubro de 2003. Resenhas de Pol. Ext. Brasil, a. 30, n. 93, 2° semestre 2003, p. 153-155. Disponível em: . Acesso em 24 set. 2017

BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. Relações bilaterias República Argentina. Disponível em: Acesso em 24 set. 2017

BRICS POLICY CENTER. BRICS Monitor As Mudanças na Política Externa do Governo Dilma e a “Multipolaridade Benigna”. 2011. Disponível em: .Acesso em 17 out. 2017

BÜLOW, Marisa Von; LASSANCE, Antonio. Brasil después de lula: ¿más de lo mismo. Rev. cienc. polít. (Santiago) vol.32 no.1 Santiago 2012. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

CARDOSO, Amanda Rodrigues Lima; THOMAZ, Diana Zacca; MACHADO, Rafael Piccinini. O discurso de Dilma Rousseff e suas repercussões na pauta da mídia e da agenda internacionais. Disponível em: . Acesso em 16 out. 2017

CARMO, Marcia. Desaceleração na Argentina reduz exportações brasileiras em 20%. Disponível em: . Acesso em 29 mar. 2018

CASARÕES, Guilherme. O Brasil no mundo em tempos de crise. Gvexecutivo, V 15, N 1, jan/jun 2016. Disponível em: . Acesso em 05 nov. 2017

CERVO, Amado Luiz; BUENO, Clodoaldo. História da Política Exterior do Brasil. Brasília: Ed. UnB, 2002.

CERVO, Amado Luiz; LESSA, Antônio Carlos. O declínio: inserção internacional do Brasil (2011-2014).Rev. bras. polít. int. vol.57 no.2 Brasília July/Dec. 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292014000200133&lng=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em 15 out. 2017

COUTO, Leandro Freitas. Política externa brasileira para a América do Sul As diferenças entre Cardoso e Lula. Disponível em: . Acesso em 24 set. 2017

CNPQ, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. IBAS. Disponível em: < http://cnpq.br/ibas>. Acesso em 14 out. 2017

DANTAS, San Tiago. Política Externa Independente. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em 14 out. 2017

DECLARAÇÃO de Cusco sobre a Comunidade Sul-Americana de Nações. Disponível em: . Acesso em 14 out. 2017

DECRETO No 3.209, 1999. Acordo de Cooperação Técnica entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República Argentina. Brasília, 13 de outubro de 1999; 178o da Independência e 111o da República

ESTADÂO. Repsol receberá US$ 5 bi por estatização da YPF. Disponível em: . Acesso em 08 abr. 2018

FINEP. Acordos de cooperação. Disponível em: . Acesso em 13 mai. 2018

FIORI, José Luís. Estados Unidos, América do Sul e Brasil: seis tópicos para uma discussão.In: DEP: Diplomacia, Estratégia e Política/Projeto Raúl Prebisch no. 9 (janeiro/março 2009). Brasília 2009, p. 35-44. Disponível em: < http://livros01.livrosgratis.com.br/al000331.pdf>. Acesso em 15 out. 2017

FOCEM, MERCOSU. O que é FOCEM. Disponível em: < http://focem.mercosur.int/pt/o-que-e-focem/>. Acesso em 14 out. 2017

PCT, Formulação de Projetos de Cooperação Técnica Internacional. Manual de Orientação. Ministério das Relações Exteriores, Agência Brasileira de Cooperação. - 2ª ed. Brasília: Agência Brasileira de Cooperação, 2004. 48p. Disponível em: . Acesso em 15 mai. 2018

GAMA, Carlos Frederico Pereira da Silva. Conquistas e Desafios da Política Externa de Dilma Rousseff. Carta Maior, São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 29 mai. 2018

GÓMEZ, Eduardo; PEREZ, Fernanda Aguilar. Brazilian foreign policy in health during dilma rousseff's administration (2011-2014). Lua Nova no.98 São Paulo May./Aug. 2016. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

GOULART, Mayra. De volta á África: Solidariedade e Estratégia na Política Externa Brasileira. Estudos internacionais, v. 2 n. 2 jul-dez 2014 p. 271-290

GROVE, Andrea K. Political leadership in foreign policy. Manipulating support across borders. 2007. Palgrave Macmillan. Chapter 1 Leadership in Foreign Policy.

HERMANN, C. F. When Governments Choose to Redirect Foreign Policy. International Studies Quarterly, vol. 34, n 1, 1990, p. 3-21.

ITAMARATY. Ministério das Relações Exteriores. BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Disponível em: < http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/politica-externa/mecanismos-inter-regionais/3672-brics>. Acesso em 17 out. 2017

ITAMARATY. Ministério das Relações Exteriores. Visita ao Brasil do Primeiro-Ministro do Japão, Shinzo Abe - Comunicado Conjunto da Visita Oficial de Trabalho. Disponível em: < http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/component/content/article?id=5777:visita-ao-brasil-do-primeiro-ministro-do-japao>. Acesso em 05 nov. 2017

JAKOBSEN, Kjeld Aagaard. Análise de Política Externa Brasileira: continuidade, mudanças e rupturas no Governo Lula. Disponível em: < http://143.107.26.205/documentos/Kjeld_Aagaard_Jakobsen.pdf>. Acesso em 05 mai. 2018

JESUS, Diego Santos Vieira. O Brasil no BRICS, segundo a Folha de S. Paulo e O Globo (2011-2013). Disponível em: . Acesso em 17 out. 2017

JESUS, Diego Santos Vieira. The Benign Multipolarity: Brazilian Foreign Policy Under Dilma Rousseff. Journal of International Relations and Foreign Policy March 2014, Vol. 2, No. 1, pp. 19-42. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

JUSTO, Marcelo. Queda das commodities sugere fim de ciclo de crescimento na América Latina. Disponível em: < http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/05/130520_commodities_queda_crescimento_america_latina_lgb>. Acesso em 05 mai. 2018

LAFER, Celso. A identidade internacional do Brasil: passado, presente e futuro. São Paulo: Perspectiva, 2001

LAFER, Celso. Descaminhos do Mercosul - a suspensão da participação do Paraguai e a incorporação da Venezuela: uma avaliação crítica da posição brasileira. VOL 21 N° 3 JAN /FEV /MAR 2013. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

LIMA, Maria Regina Soares de. A política externa brasileira e os desafios da cooperação Sul-Sul. Rev. bras. polít. int. vol.48 no.1 Brasília Jan./June 2005. Disponível em: Acesso em 14 out. 2017

LOPES, Dawisson Belen. A política externa brasileira e a “circunstância democrática”: do silêncio respeitoso à politização ruidosa. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v.1, n.54, p.67-86, 2011.

LULA DA SILVA, L. I. Discurso do Senhor Presidente da República, Luíz Inácio Lula da Silva, na Sessão de Posse, no Congresso Nacional, em Brasília. In: LULA DA SILVA, L. I.; AMORIM, C.; GUIMARÃES, S. P. A Política Externa do Brasil. Brasília: IPRI/FUNAG, 2003, p. 25-45.

MAPA, Dhiego de Moura. Política Externa e instituições democráticas no governo Lula: politização, interpretações divergentes e ensaios de opinião pública. Anais do Seminário Nacional da Pós-Graduação em Ciências Sociais – UFES, Capa, v. 1, n. 1 (2011)

MARIANO, Marcelo Passini. Autonomia e desenvolvimento na política externa brasileira. In: A política externa brasileira e a integração regional: uma análise a partir do Mercosul [online]. São Paulo: Editora UNESP, 2015, pp. 37-65. ISBN 978-85-68334-63-8. Available from SciELO Books. Disponível em:< http://books.scielo.org/id/2f3jk/pdf/mariano-9788568334638-03.pdf>. Acesso em 19 nov. 2017

MENEZES, R. G. A liderança brasileira no marco da integração sul-americana. São Paulo. 2010. Universidade de São Paulo. Disponível em: . Acesso em 24 set. 2017

MEZA, Raúl Bernal. Pensamento internacional na era Lula. Rev. bras. polít. int. vol.53 no.spe Brasília Dez. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292010000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en>. Acesso em 14 out. 2017

MIDC, Ministério da indústria, comercio exterior e serviços. Acordos dos quais o Brasil é Parte. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

MIDC, Ministério da indústria, comercio exterior e serviços. Acordos de cooperação e facilitação de investimentos – ACF. Disponível em: < http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/negociacoes-internacionais/218-negociacoes-internacionais-de-investimentos/1949-nii-acfi>. Acesso em 05 nov. 2017

MORGENTHAU, Hans J. A política entre as nações – a luta pelo poder e pela paz. Imprensa Oficial do Estado de São Paulo Editora Universidade de Brasllia Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais São Paulo, 2003. Disponível em: . Acesso em 13 nov. 2017

NETO, Walter Antonio Desiderá. O Brasil, a América do sul e a cooperação sul-sul. In: RAMANZINI, Haroldo; AYERBE, Luis Fernando. Política externa brasileira, cooperação sul-sul e negociações internacionais / organização. - 1. ed. - São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, p. 211-249. Disponível em: < http://brasilnomundo.org.br/wp-content/uploads/2015/08/057_Livro.Politica.Externa.Brasileira.Cooperacao.Sul-Sul.e.Negociacoes.Internacionais_Ramanzini.Ayerbe.pdf>. Acesso em 14 out. 2017

OEC the Economic Complexity Observatory: An Analytical Tool for Understanding the Dynamics of Economic Development. Workshops at the Twenty-Fifth AAAI Conference on Artificial Intelligence, 2018a. What is the trade balance for Brazil to Argentina? (2003-2010). Disponível em: . Acesso em 05 fev. 2018

OEC the Economic Complexity Observatory: An Analytical Tool for Understanding the Dynamics of Economic Development. Workshops at the Twenty-Fifth AAAI Conference on Artificial Intelligence. 2018b. What is the trade balance for Brazil to Argentina? (2011-2016). Disponível em: . Acesso em 05 fev. 2018

OEC the Economic Complexity Observatory: An Analytical Tool for Understanding the Dynamics of Economic Development. Workshops at the Twenty-Fifth AAAI Conference on Artificial Intelligence. 2018c. What does Brazil export to Argentina? (2003-2016). Disponível em: . Acesso em 12 fev. 2018

OLIVEIRA, Eliane; OSWALD, Vivian; FIGUEIREDO, Janaína. Após expropriação, Argentina pede investimentos a Petrobras. Disponível em: < https://oglobo.globo.com/economia/apos-expropriacao-argentina-pede-investimentos-petrobras-4702812>. Acesso em 07 mai. 2018

OLIVEIRA, Jamerson S. Albuquerque. A adesão venezuelana e o futuro do Mercosul. Disponível em: . Acesso em 13 nov. 2017

PARLAMENTO DO MERCOSUL. O Parlamento. Disponível em: < https://www.parlamentomercosur.org/innovaportal/v/13225/2/parlasur/parlamento.html>. Acesso em 15 out. 2017

PATRIOTA, Antonio de Aguiar. Política externa brasileira: discursos, artigos e entrevistas (janeiro a agosto de 2013) / Antonio de Aguiar Patriota. – Brasília : FUNAG, 2013-2016. Disponível em: < http://funag.gov.br/loja/download/1167-POLITICA-EXTERNA-BRASILEIRA-II_Discursos_Artigos_Entrevistas.pdf>. Acesso em 30 set. 2017

PAULA, Luiz Fernando; PIRES, Manoel. Crise e perspectivas para a economia brasileira. Estudos avançados 31 (89), 2017. Disponível em: Acesso em 01 abr. 2018

PAULA, Nilson de; LUCHT, Evelin; DAGOSTINI, Tácio. Setor externo e economia internacional A política externa brasileira no governo Lula. Economia & Tecnologia - Ano 02, Vol. 07 – Out./Dez. de 2006. Disponível em: . Acesso em 24 set. 2017

PECEQUILO, Cristina Soreanu. A política externa do Brasil no século XXI: os eixos combinados de cooperação horizontal e vertical. Rev.bras.polít.int. vol.51 no.2 Brasília July/Dec. 2008. Disponível em: . Acesso em 13 nov. 2017

PINHEIRO, Letícia Abreu. Política Externa Brasileira. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

PLANALTO, Presidência da República. Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, na abertura do Debate Geral da 68ª Assembleia-Geral das Nações Unidas- Nova Iorque/EUA. Disponível em: . Acesso em 17 out. 2017

PLANALTO, Presidência da República. Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, na abertura do Debate Geral da 66ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Disponível em: < http://www2.planalto.gov.br/acompanhe-o-planalto/discursos/discursos-da-presidenta/discurso-da-presidenta-da-republica-dilma-rousseff-na-abertura-do-debate-geral-da-66a-assembleia-geral-das-nacoes-unidas-nova-iorque-eua>. Acesso em 17 out. 2017

PRESSE, France. G1. Estatização da YPF na Argentina deixa Brasil em encruzilhada. Disponível em: < http://g1.globo.com/economia/noticia/2012/04/estatizacao-da-ypf-na-argentina-deixa-brasil-em-encruzilhada.html>. Acesso em 08 abr. 2018

RAMANZINI, Haroldo; MARIANO, Marcelo Passini; ALMEIDA, Rafael Augusto Ribeiro. As diferentes dimensões da cooperação sul-sul na política externa brasileira In: RAMANZINI, Haroldo; AYERBE, Luis Fernando. Política externa brasileira, cooperação sul-sul e negociações internacionais / organização. - 1. ed. - São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, p. 13-49. Disponível em: < http://brasilnomundo.org.br/wp-content/uploads/2015/08/057_Livro.Politica.Externa.Brasileira.Cooperacao.Sul-Sul.e.Negociacoes.Internacionais_Ramanzini.Ayerbe.pdf>. Acesso em 14 out. 2017

RAMOS, Leonardo; et al. A Governança econômica global e os desafios do G-20 pós-crise financeira: análise das posições de Estados Unidos, China, Alemanha e Brasil. Rev. bras. polít. int. vol.55 no.2 Brasília July/Dec. 2012. Disponível em: . Acesso em 19 nov. 2017

RESENHA de Política Exterior do Brasil. a. 31, n. 94 – jan.-jul. 2004, p. 292 – 293. Disponível em: Acesso em 29 mar. 2018

ROSA, Marcela Tarter. A Política Externa Brasileira e a Multilateralidade: A Inserção Internacional do Brasil Como Membro Do Brics. Revista UniCuritiba, v. 1, n. 19 (2014)

ROUSSEFF, Dilma. Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após reunião da Cúpula Extraordinária do Mercosul. Palácio do Planalto, 31 de julho de 2012. Disponível em:. Acesso em 13 nov. 2017

ROUSSEFF, Dilma. Dilma destaca ajuste no Brasil e reforça parceria com Brics. Disponível em: . Acesso em 12 nov. 2017

ROUSSEFF, Dilma. Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, por ocasião de reunião extraordinária da Unasul. Lima, Peru, 29 de julho de 2011. Disponível em: . Acesso em 17 out. 2017

SARAIVA, Miriam Gomes. Balanço da política externa de Dilma Rousseff: perspectivas futuras? Relações internacionais. Dezembro: 2014, 44, p. 025-035. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

SARAIVA, Miriam Gomes. Brazilian foreign policy towards South america

during the lula administration: caught between South america and mercosur. Rev. bras. polít. int. vol.53 no.spe Brasília Dez. 2010. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292010000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en>. Acesso em 14 out. 2017

SARAIVA, Miriam Gomes. Continuidade e mudança na política externa brasileira: As especificidades do comportamento externo brasileiro de 2003 a 2010. Relações Internacionais, Lisboa , n. 37, mar. 2013 . Disponível em: . Acesso em 30 set. 2017

SARAIVA, Miriam Gomes; GOMES, Zimmer S. Bom. Os limites da Política Externa de Dilma Rousseff para a América do Sul. Relaciones Internacionales nº 50/2016 , p.81-97. Disponível em: < https://revistas.unlp.edu.ar/RRII-IRI/article/download/2677/2494/.>. Acesso em 15 out. 2017

SARAIVA, Miriam Gomes. The Brazil-European Union strategic partnership, from Lula to Dilma Rousseff: a shift of focus. Rev. bras. polít. int. vol. 60 no.1 Brasília 2017 Epub Feb 06, 2017. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

SENADO. Os avanços e as crises do primeiro mandato de Dilma Rousseff. Disponível em:. Acesso em 12 nov. 2017

SILVA, André Luiz Reis. Acomodação estratégica? As relações entre o Brasil e os Estados Unidos durante o governo Lula (2003-2010). 3° Encontro Nacional ABRI 2011. Disponível em: . Acesso em 15 out. 2017

SOARES, Thiago Elert. DA RESPONSABILIDADE DE PROTEGER À RESPONSABILIDADE AO PROTEGER: O Brasil como Propositor Normativo no Cenário de Segurança Internacional. Florianópolis, 2013. Disponível em: http://cnm.ufsc.br/files/2014/01/Monografia-Thiago-Elert.pdf>. Acesso em 19 nov. 2017

TEIXEIRA, Rodrigo Alves; PINTO, Eduardo Costa. A economia política dos governos FHC, Lula e Dilma: dominância financeira, bloco no poder e desenvolvimento econômico. Econ. soc. [online]. 2012, vol.21, n.spe, pp.909-941. Disponível em: Acesso em 01 abr. 2018

THE ECONOMIST. Latin America’s economies. Life after the commodity boom. Disponível em: Acesso em 06 mai. 2018

VIDIGAL, Carlos. Brasil: potência cordial? A diplomacia brasileira no início do século XXI. RECIIS – R. Eletr. de Com. Inf. Inov. Saúde. Rio de Janeiro, v.4, n.1, p.36-45, mar. 2010

VIGEVANI, Tullo; RAMANZINI, Haroldo. A ideia de multilateralismo. ed CEMACRO/FGV, 8th Economic Forum: 2011. 13p. Disponível em: http://cnd.fgv.br/sites/cnd.fgv.br/files/Tullo%20Vigevani%20e%20Haroldo%20Ramanzini%20J%C3%BAnior%20-%20A%20ideia%20de%20multilateralismo.pdf >. Acesso em 24 set. 2017

VIGEVANI, Tullo; RAMANZINI, Haroldo. Autonomia e integração regional no

contexto do Mercosul. Uma análise considerando a posição do Brasil. OSAL (Buenos

Aires: CLACSO) 2010, Nº 27, abril.

VIGEVANI, Tullo e CEPALUNI, Gabriel. A política externa brasileira: a busca pela autonomia de Sarney a Lula. São Paulo. Editora UNESP, 2011.

VIGEVANI, Tullo e CEPALUNI, Gabriel. “A política externa de Lula da Silva: a autonomia pela diversificação”. Contexto Internacional, 29 (2), 2007.

VIZENTINI, Paulo. Relações Internacionais do Brasil: de Vargas a Lula. São Paulo. Fundação Perseu Abramo. 2003.


##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário

Direitos autorais 2020 Michelle Ferreira de Andrade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

NOVO QUALIS CAPES B2