UMA SOCIEDADE DE APARÊNCIA: A JOALHERIA EM SABARÁ, MINAS GERAIS NO SÉCULO XVIII

Luiz Henrique Ozanan, Edson José Carpintero Rezende

Resumo


Resumo: O texto aponta os diversos atores sociais que produziram, comercializaram e usaram joias na antiga Vila Real de Nossa Senhora da Conceição do Sabará, hoje cidade de Sabará, um antigo arraial que se transformou em um dos maiores centros produtores de ouro de Minas Gerais no século XVIII. Pretende-se estabelecer as diversas relações e posturas daquela sociedade perante o uso e a posse de joias. Cada possuidor de joia naquele período tinha uma justificativa para tal utilização, sendo as mais comuns a demonstração da religiosidade e a demonstração do poder que essas  joias proporcionam. A abordagem perpassa por quais os atores e quais suas expectativas com relação ao uso das joias, bem como a relação entre os tipos mais utilizados, sempre embasados na documentação produzida pelos cartórios de Sabará durante o século XVIII. Vamos, nesse texto, entender como joia, o artefato feito a partir de materiais nobres, como ouro e prata, com ou sem o uso de pedraria.

Palavras-chave: Joalheria, Minas Gerais, Design de joias, Cultura Material.

 Abstract: The text points out the various social actors that produced, marketed and used jewelry in old Vila Real de Nossa Senhora da Conceição of Sabara, today city of Sabara, an ancient village that has become one of the largest producers of gold centers of Minas Gerais in century XVIII. It is intended to establish the various relationships and attitudes that society to the use and possession of jewelry. Each jewel possessed at that time had a justification for such use, the most common being the demonstration of religion and the demonstration of the power that these jewels provide. The approach which permeates the actors and what their expectations regarding the use of jewelry, as well as the relationship between the most popular types, always grounded in the documentation produced by the notary Sabara during the eighteenth century. Come on, this text, understand how jewel, the artifact made from noble materials such as gold and silver, with or without the use of precious stones.


Keywords: Jewelry, Minas Gerais, Jewelry Design, Material Culture.

Recebido em: 11/07/2015  – Aceito em 18/06/2016


Palavras-chave


Joalheria; ourivesaria; cultura material

Texto completo:

.pdf

Referências


Referências

BARBOSA, Duarte 1518. - Livro do que viu e ouviu no Oriente Duarte Barbosa - Lisboa: Publicações Alfa, 1989

BARRETO, Luís Filipe. Em torno de Duarte Barbosa. Novos dados bibliográficos, In: Broteria, Lisboa, 111 (5) Novembro de 1980, pp. 431 – 437

BAUDRILLARD Jean. A sociedade de consumo. Rio de Janeiro: Ed. 70, 2007

BAUDRILLARD, Jean. The System of Objects, London: Verso. 1968

BLUTEAU, Raphael. Vocabulario portuguez & latino: aulico, anatomico, architectonico. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesus, 1712 - 1728. 8 v., disponível em: http://www.ieb.usp.br/online/index.asp. p.195. Acesso em 15/07/2011.

FARELLI, Maria Helena. Balangandãs e figas da Bahia: o poder mágico dos amuletos. Rio de Janeiro: Ed. Pallas, 1981

FRANCO, Antonio. Imagem da Virtude em o Noviciado da Companhia de Jesu na Corte de Lisboa. 2 vols. Coimbra: Real Collegio das Artes da Companhia de Jesu. 1718.

LIMA JUNIOR, Augusto. História dos diamantes nas Minas Gerais: século XVIII. Rio de Janeiro: Edições Dois Mundos, 1945.

MACK, John. The art of small things. British Museum Press: London, UK. 2007.

MENESES, Ulpiano Toledo Bezerra de. Apresentação da Nova Série. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, Nova Série, nº 5, 1993.

MOL, Claudia Cristina. Mulheres forras: cotidiano e cultura material em Vila Rica (1750-1800). Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Belo Horizonte. 2002. (História, Dissertação de mestrado)

OZANAN, Luiz Henrique. A joia mais preciosa do Brasil: joalheria em Minas Gerais –

-1815. Tese (doutorado em História). Belo Horizonte: UFMG. 2013.

PAIVA, Eduardo França & IVO, Isnara Pereira. (orgs) Escravidão, mestiçagem e histórias comparadas. São Paulo: Annablume; Belo Horizonte: PPGH-UFMG; Vitória da Conquista: Edições UESB, 2008.

PAIVA, Eduardo França. Trânsito de culturas e circulação de objetos no mundo português. In: PAIVA, E. F. Brasil-Portugal: sociedades, culturas e formas de governar no mundo português - séculos XVI-XVIII. São Paulo/Belo Horizonte: Annablume/PPGH-UFMG, 2006, p. 113-129.

SALVADOR, José Gonçalves. Os cristãos-novos em Minas Gerais durante o ciclo do ouro (1695-1755): relações com a Inglaterra. São Paulo: Pioneira; São Bernardo do Campo, SP: Instituto Metodista de Ensino Superior, 1992.

SILVA, Simone Trindade Vicente. Referencialidade e representação: um resgate do modo de construção de sentido nas pencas de balangandãs a partir da coleção Museu Carlos Costa Pinto / Simone Trindade Vicente da Silva. Dissertação (Mestrado Artes Visuais) UFBA, Salvador: 2005.

SOUSA, Gonçalo de Vasconcelos e. A Joalharia em Portugal: 1750-1825. Porto: Livraria Civilização Editora. 1999.

TRINDADE, Cônego Raimundo. Ourives de Minas Gerais nos séculos XVIII e XIX. RIPHAN. Rio de Janeiro, n. 12, 1955.

VASCONCELOS, José Leite. Signum Salomonis, a figa, a barba em Portugal. Lisboa. Publicações Dom Quixote, 1996


##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Luiz Henrique Ozanan, Edson José Carpintero Rezende

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

NOVO QUALIS CAPES B2