A construção discursiva da desigualdade social em Viagem a Lilipute, de Jonathan Swift

Eliete Augusta de Souza Viana E A S V Viana, Marília Novais da Mata Machado M N M M Machado

Resumo


RESUMO:

A análise da primeira parte do livro Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift (1667-1745), é uma das unidades de uma pesquisa que visa identificar o discurso da eqüidade e da desigualdade sociais (Deds) em obras que descrevem sociedades fictícias (utopias, lendas, poemas, romances e aventuras). Buscam-se as significações imaginárias sociais de eqüidade e de desigualdade sociais no próprio texto, depois de cuidadosamente lido e transformado em corpus empírico de análise. As condições de produção da narrativa são pesquisadas em biografias do autor e informações sobre o contexto em que a obra foi escrita. Viagens de Gulliver foi publicado pela primeira vez em 1726 e até hoje constitui leitura para crianças e adultos. A análise aqui apresentada se refere apenas à primeira parte do livro, Viagem a Lilipute, quando Gulliver é um gigante entre anões. Não foi observado discurso da equidade social. O da desigualdade revela sociedades de estrutura claramente estratificada e vínculos sociais regidos por relações de mando e sujeição. Três séculos após o livro ter sido escrito, é um discurso ainda vivo.

PALAVRAS-CHAVE: Discurso da desigualdade social; imaginário, a análise do discurso social, Teoria Histórica e Literária

ABSTRACT:

The analysis of the first part of the book Gulliver’s Travels, written by Jonathan Swift, is one of the unities of a research program aiming to apprehend the Discourse of Social Equality and Inequality in literature texts describing fictional societies (utopias, legends, poems, novels and adventures). Social imaginary meanings of equality and inequality are searched in the text, after carefully read and transformed in empirical corpus for analysis. The conditions of discourse production are searched in author’s biographies and in contextual information about his time and situation of writing. Gulliver’s Travels was first published in 1726 and continues to be read by children and adults. The analysis presented in this article refers only to the first part of the book, A Voyage to Lilliput in which Gulliver is a giant among dwarves. It was not observed a discourse of social equality. The discourse of inequality reveals societies whose structures are clearly stratified, with social links ruled by relationships involving command and subjection. Three centuries after Swift, it is a discourse still alive.

KEYWORDS: Social inequality discourse, social imaginary, discourse analysis, Swift, A voyage to Liliput.

Recebido:06/07/2011     Aceito: 14/07/2011


Palavras-chave


discurso da eqüidade; da desigualdade sociais; imaginário social; análise do discurso; Swift; Viagem a Lilipute.

Texto completo:

PDF

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
 |  Incluir comentário

Direitos autorais