A mulher que alimenta: representações e sociabilidade no universo cultural das Minas setecentistas

Patrícia Aparecida Vítor

Resumo


RESUMO:Este trabalho tem por objetivo contribuir para o estudo da história da mulher africana e suas descendentes em Minas Gerais no século XVIII, por meio da análise dos hábitos alimentares, identificando suas diversas formas de representação e sociabilidade no universo cultural alimentar da América Portuguesa. O objetivo, além de conhecer e compreender o cotidiano da cultura alimentar dessas mulheres é também buscar afirmar uma identidade em que elas possam ser vistas enquanto preservadoras das suas tradições de origem, ressaltando desta forma, seus aspectos étnico-culturais. Para tal, propõe-se estudá-las por um dos meios pelo qual elas mais atuaram em Minas Gerais, o da alimentação. Estabeleceram-se enquanto verdadeiras protagonistas em meio a uma sociedade patriarcalista atuando tanto no comércio fixo quanto no ambulante. Trilhar os caminhos desse universo é mergulhar num contexto híbrido e encontrá-las como agentes sociais que quebraram paradigmas e reinventaram valores e costumes na cultura afro-brasileira.PALAVRAS-CHAVES: Mulher, alimentação, cultura, África, colônia, comércioABSTRACT:
This work aims to contribute to the study of the history of African women and their descendants in Minas Gerais in the eighteenth century, through the analysis of eating habits, identifying various forms of representation and sociability in the food culture of Portuguese America universe. The goal, in addition to knowing and understanding the daily life of these women food culture is also seeking to assert an identity that they can be seen while preserving their original traditions, highlighting thus their ethnic and cultural aspects. To this end, it is proposed to study them by one of the means by which they acted more in Minas Gerais, the food. They settled as real protagonists in the midst of a patriarchal society acting both in the fixed trade as in walking. Walk the paths of this universe is to dive in a hybrid context and find them as social agents who broke new and reinvented values and customs in the african-Brazilian culture.
KEYWORDS: Woman, food, culture, Africa, colony, tradeRecebido:09/06/2010     Aceito:13/07/2010

Palavras-chave


Mulher, alimentação, cultura, África, colônia, comércio

Texto completo:

PDF

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários
 |  Incluir comentário

Direitos autorais