A representação erótica do índio no poema de Bernardo Guimarães

Tatiane Reis Dias de Souza

Resumo


RESUMO:A produção literária do século XIX buscava características regionalistas condizentes com a cultura brasileira, no intuito de construir uma identidade para a literatura brasileira. A figura do índio surge como um dos principais elementos para a construção dessa identidade, visto que era considerado um nativo legítimo. Em Elixir do pajé, de Bernardo Guimarães, a imagem do índio se opõe ao lirismo dos índios românticos. Considerando o índio bernardino como um estranho no movimento literário da época, pretende-se desenvolver um estudo sobre a representação erótica do índio neste poema.PALAVRAS-CHAVE: Romantismo, indianismo, Bernardo Guimarães, erotismo.ABSTRACT:
The writings of the nineteenth century sought regionalist features consistent with the Brazilian culture in order to build an identity for the Brazilian literature. The figure of the Indian emerges as a key element for construction of this identity, because it was considered a legitimate native. In Elixir doping by Bernardo Guimarães, the image of the Indian opposes the lyricism of the Indians romantic. Considering the bernardino Indian as a stranger in the literary movement of the time, we intend to develop a study on the erotic representation of the Indian in this poem.KEYWORDS: Romanticism, Indianism, Bernardo Guimarães, eroticism.Recebido:12/05/2010     Aceito: 14/07/2010

Palavras-chave


Romantismo; indianismo;Bernardo Guimarães; erotismo

Texto completo:

PDF

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários
 |  Incluir comentário

Direitos autorais