AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE COAGULAÇÃO/FLOCULAÇÃO UTILIZANDO COAGULANTES NATURAIS NA REMOÇÃO DE CIANOBACTÉRIAS

Franciele Pereira Camacho, Ana Paula Stroher, Milene Carvalho Bongiovani, Leticia Nishi, Rosangela Bergamasco

Resumo


A ocorrência de cianobactérias em mananciais de abastecimento é preocupante, principalmente, devido à possibilidade de algumas espécies liberarem toxinas para a água. Essas toxinas podem causar danos à saúde humana e levar à morte. No Brasil tem-se verificado um aumento de relatos da ocorrência de florações tóxicas de espécie Cylindrospermopsis raciborskii. Neste contexto, o trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência de dois coagulantes naturais, um obtido a partir da semente de Moringa oleífera (MO) e outro, o coagulante comercial Tanfloc SG (um tanino vegetal extraído da Acácia Negra) para remoção de cor aparente, turbidez e células de C. raciborskii pelo processo de coagulação/floculação/sedimentação. Também avaliaram-se diferentes dosagens de MO e Tanfloc. Para os ensaios, foi utilizada uma água deionizada contaminada com cultura de células da espécie C. raciborskii para obter turbidez entre 50 e 450 NTU. Para a preparação da solução coagulante com a semente de MO, utilizou-se 1g das sementes descascadas e trituradas em 100 mL de solução salina NaCl (1M). Após a trituração, a solução foi agitada por 30 min e filtrada a vácuo. Para o tanino vegetal utilizou-se o produto comercial Tanfloc SG. Os resultados mostraram que o coagulante à base de semente de MO é tão eficiente quanto Tanfloc SG e pode se constituir em uma alternativa adequada para tratamento de águas com florações de cianobactérias.


Palavras-chave


Moringa oleifera Lam. Coagulação. Floculação. Cianobactéria.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18674/exacta.v5i2.829

ISSN 1984-3151