APROVEITAMENTO DE RESÍDUO SIDERÚRGICO EM BLOCOS CERÂMICOS ARGILOSOS

Lorena Houri Machado Lima, Simone Cristina Reis, Leonardo Ribeiro Borges

Resumo


Neste trabalho foi avaliada a incorporação de resíduo sólido, conhecido como fercoque, proveniente do setor siderúrgico, em massas argilosas para fabricação de cerâmica vermelha. Foram preparadas massas com os seguintes teores de resíduo: 0; 1,5; 3,0 e 4,0%. As composições de 0% foram submetidas à queima às temperaturas de 800, 900 e 1000 ºC, para determinar a temperatura ideal de queima. Em seguida, todas as composições foram queimadas à temperatura ideal de 900 ºC, durante os períodos de 1h, 1h30min e 2h. As propriedades físicas e mecânicas foram determinadas em função do tempo de queima e da adição do resíduo. Os resultados obtidos indicaram que houve alteração nas propriedades dos corpos de prova, com a utilização do fercoque, revelando que o melhor tempo de queima foi de 2h e a composição mais adequada para a produção de cerâmica vermelha foi de 3,0%.

Abstract

This work evaluated the incorporation of the solid siderurgical residue known as “fercoque” which comes from the siderurgical industry, in clay mass for the fabrication of red ceramic. Four different formulations were done in the ratio of 0, 15; 3 and 4%. The compositions of 0% were first burned under the temperatures of 800, 900 and 1000oC, in order to determine the ideal burning temperature for the main tests. Than, all the compositions were burned on de ideal temperature of 900oC for 1hour, 1hour and 30minutes and 2 hours. The physical and mechanical properties were determined in order of the burning time and the ratio of iron waste inserted on the formulation. The results indicated that there was an alteration on the properties of the samples due to the amount of iron waste used. revealing that the best burning time is of 2 hours and the most adequate formulation for the fabrication of red ceramic is of 3% of iron waste in the formulation.


Palavras-chave


Cerâmica. Massa argilosa. Fercoque. Resíduo siderúrgico

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18674/exacta.v6i2.1073

ISSN 1984-3151