Manejo clínico da enfermagem no alívio da dor em neonatos

Clecilene Gomes Carvalho, Vânia Lúcia Carvalho

Resumo


Em decorrência da subjetividade da dor e da inabilidade do recém-nascido em relatar verbalmente a sua dor, o profissional de enfermagem deve estar atento às alterações fisiológicas e comportamentais que acompanham o episódio doloroso, além de saber utilizar instrumentos de avaliação da dor nessa faixa etária. Levando em consideração que o profissional de enfermagem é quem, pela maior proximidade com o recém-nascido, identifica, avalia e notifica a dor, prescreve algumas medidas não farmacológicas e avalia a analgesia, foi realizado um estudo de revisão bibliográfica. A finalidade deste estudo é conhecer quais são as escalas mais utilizadas para avaliar a dor no neonato e aprender a reconhecer quais são as alterações nos neonatos capazes de serem relacionadas com o sentimento de dor.

Palavras-chave


Cuidados de enfermagem. Neonato. Dor. Alívio da dor em neonatologia

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

A abreviatura do periódico é e-Sci, o qual deve ser utilizado em bibliografias, notas de rodapé e para referências. ISSN: 1984-7688, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da e-Scientia, exceto quando identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.