Análise centesimal e sensorial de diferentes marcas de whey protein comercializadas no Brasil

Luiza Silva Parreiras, Ana Carolina Reis de Souza, Daniela Sabino, Geovânia Deisy de Oliveira, Joyce Luiza Pereira dos Santos, Marcelo Vidigal Coscarelli, Paloma Moreira Lopes Bicalho

Resumo


Os suplementos alimentares são definidos como alimentos formulados e elaborados especialmente para auxiliar os atletas a atender suas necessidades nutricionais, desde que não apresentem ação tóxica ou terapêutica. As proteínas do soro do leite, conhecidas como whey proteins, são obtidas após a extração da caseína do fabrico do queijo, possuindo alto valor nutricional. Para serem classificadas como suplementos proteicos, as whey proteins devem atender aos seguintes requisitos: o produto pronto para consumo deve conter, no mínimo, 10 g de proteína na porção e conter, no mínimo 50% do valor energético total proveniente das proteínas, podendo ser adicionado de vitaminas e minerais, sendo proibida a adição de fibras alimentares e de não nutrientes. Os objetivos deste trabalho foram: analisar o percentual de proteína de whey protein de duas marcas diferentes, sendo uma nacional e outra internacional, através do método de Kjedahal; avaliar a preferência e aceitação do público pelo produto estudado e estabelecer um parâmetro entre sabor e valor nutricional através da análise sensorial; relacionar as disciplinas de Antropologia e Práticas alimentares, Bromatologia, Tecnologia de Alimentos e Composição de alimentos e Técnica dietética com o tema proposto.

Palavras-chave


Whey-Protein; suplementos; análise centesimal

Texto completo:

PDF


A abreviatura do periódico é e-Sci, o qual deve ser utilizado em bibliografias, notas de rodapé e para referências. ISSN: 1984-7688, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Licença Creative Commons
Todo o conteúdo da e-Scientia, exceto quando identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.